Bolsonaro propõe dia de jejum e deixa Weintraub confuso: “Se escreve com G ou com J?”


Apoie Joselito Müller. Clique AQUI

BRASÍLIA – O presidente Jair Bolsonaro deixou o ministro da educação Abraham Weintraub numa situação delicada na noite de ontem, após propor, em entrevista à rádio Jovem Pano, que os brasileiros façam jejum e orações nos próximos dias.

Weintraub, que assistia ao vivo a entrevista em sua residência, declarou-se favorável à sugestão do presidente, apanhando imediatamente o celular, ao ouvi-la, para postar no Twitter seu apoio.

Ocorre que o ministro não sabia se a jejum era escrita com G ou com J, e em razão disso, ligou para um assessor para se certificar da grafia.

Somente após alguns minutos o ministro conseguiu se certificar da grafia da palavra e, ao postar no Twitter sua declaração de apoio ao presidente, já havia perdido o pioneirismo, o que o deixou muito chateado.

Esses puxa-sacos, não podem ver o presidente dizer nada, que já correm para o Twitter para manifestar concordância”, teria dito o ministro à nossa fonte anônima.

* A ideia do post foi do @thide_souza lá no Twitter

  • Leia Tarde demais para pedir bom senso. Clica AQUI.

Deixe seu comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: