Após advogado matar cliente com canetada, porte de canetas poderá ser criminalizado


JALES/SP – A morte de um ex-vereador da cidade de Jales, São Paulo, em decorrência de uma canetada perpetrada por seu advogado, comoveu o país e suscitou a apresentação de um projeto de lei, de autoria coletiva de membros da chamada “bancada da paz”, que prevê a criminalização do porte de canetas.

Segundo os autores da proposta, “o episódio ocorrido em Jales serviu para alertar sobre as milhares de mortes que acontecem no Brasil todos os anos pelo uso indevido de canetas”.

Junto com o projeto de lei, foi apresentado um estudo que demonstra o número alarmante de crianças que se engasgam com canetas anualmente no Brasil, bem como a quantidade de pessoas que já sofreram agressões a golpes de caneta.

É assustador”, declarou um deputado.

O advogado que protagonizou o fato que deu origem à discussão, foi preso em flagrante e alegou que estava se defendendo.

Ele tentou me agredir e eu me defendi, afinal, a caneta é a principal arma do advogado.”

Deixe seu comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: