Justiça pode mandar amputar braços de lutador que matou ladrão com golpe


Um caso de violência que ganhou grande repercussão nas redes sociais pode ter um final triste, caso seja mantida a decisão do juiz de primeira instância, que determinou a amputação dos braços do lutador de Muay Tay que matou um ladrão com um golpe.

O caso aconteceu na cidade de Lapão Roliço no mês passado, mas só foi julgado esta semana.

O lutador, que não teve sua identidade revelada, reagiu a um assalto, atingindo o ladrão com uma joelhada, levando-o a óbito imediatamente.

Denunciado pelo Ministério Público, a defesa do lutador alegou que o mesmo agiu “sob égide de excludente de ilicitude, qual seja, legítima defesa”.

Os argumentos da competente banca de advogados não convenceu o magistrado, que ressaltou que “especialista em segurança pública são unanimes em dizer que jamais se deve reagir a assaltos”, e condenou o lutador a doze anos de reclusão a ser cumprido inicialmente em regime fechado, mais a amputação de ambos os braços.

“Ele poderá utilizar os braços como armas e matar outros civis inocentes”, ressaltou o juiz na sentença, alegando que “não obstante a morte da vítima tenha se dado em razão de uma joelhada, não faz sentido amputar só o joelho, pois além de desumano, como ficaria a canela e a panturrilha do réu, que não têm nada a ver com essa treta?”.

A defesa recorreu e a apelação vai ser remetida para a segunda instância após apresentação de contrarrazões pelo Ministério Público.

Deixe seu comentário...

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: